I Encontro Leão de Verdade

Realizou-se o I Encontro Leão de Verdade no dia 31 de Janeiro.

A agenda foi a seguinte:

14h recepção
14,00-14,15h: Apresentações
14,15-14,45h: Agenda do Clube até eleições, incluindo programa
14,45-16,15h: Debate
16,15-16,45h: Plano de acção LdV, contribuições
16,45-18,00h: Debate


CONCLUSÕES

OBJECTIVOS I ENCONTRO LdV

O objectivo principal deste I Encontro foi dar a conhecer em maior detalhe o trabalho do LdV, trocar impressões e receber sugestões e contributos dos presentes. Para além disso quisemos partilhar a nossa estratégia de convergência para uma participação dentro do espaço da oposição, baseada em Ideias-chave que funcionem como denominador comum.

Por último, quisemos apelar à mobilização de todos os partilham o nosso ideal de Sporting, para que se juntem e tomem parte das acções que queremos levar a cabo.

DEBATE SOBRE AGENDA DO SCP ATÉ JUNHO DE 2009

Lançámos um debate sobre a actual agenda do Clube até às eleições em Junho.

VIII Congresso:

Será um momento de debate limitado às vicissitudes da organização e do que o mesmo permite do ponto de vista da discussão e apresentação de recomendações. Infelizmente não será o debate necessário, assente em informação disponível para todos, nomeadamente o instrumento pelo qual o LdV tanto luta – o Livro Branco sobre a evolução financeira e patrimonial do Clube desde 1996. O LdV estará representado no Congresso.

A.G. Reestruturação financeira (VMOC’s)‏

Como se sabe a direcção irá propor uma reestruturação financeira que assenta em princípios com os quais não concordamos:

- Alienação da Academia – sendo que a vontade dos dirigentes é também de incluir o Estádio, que só não irá ser proposto por se saber que existem resistências fortes nos sócios relativamente a estas medidas.

- Perda da maioria da SAD.

O LdV assumiu o compromisso de tudo fazer para apresentar uma proposta alternativa aos VMOC’s e à alienação da Academia.

Essa alternativa, será apresentada e discutida em futuros encontros, e para a qual convidamos todos quantos queiram contribuir. Esta A.G. é definida pelo LdV com a ‘mãe de todas as guerras’ sendo que o seu resultado poderá influenciar a história, vida e funcionamento futuro do Clube. Acreditamos que o Clube pode acabar tal como o conhecemos e que o papel dos sócios irá sofrer grandemente com uma eventual aprovação destas propostas.

A.G. LdV

O processo da AG LdV continua em aberto e as conversações com o Presidente da Mesa da Assembleia Geral (PMAG) decorrem, ao contrário do que foi recentemente divulgado. Estamos empenhados em garantir um modelo de votação electrónica que será estreado em breve, não se sabe ainda se a tempo do Congresso. Este sistema, dadas as devidas garantias do ponto de vista informático, pode ser uma boa solução para a questão da votação secreta solicitada pelo LdV.

Outra questão prende-se com a data da AG. Em entrevista à RTP o PCD informou que a AG da reestruturação financeira (VMOC’s) iria decorrer em Fevereiro. Acabou por ser adiada para Abril (data ainda por confirmar, até porque poderá haver uma solução inovadora quanto à data em que a mesma será agendada). A data da A.G. VMOC’s é fundamental para nós. Esta discussão é muito séria dadas as suas implicações e queremos que exista o maior debate possível para que a proposta seja entendida por todos. Sabemos que são matérias muito técnicas e difíceis de entender pela maioria dos sócios. Assim não quisemos que as datas entre as AG VMOC’s e A.G. LdV fossem demasiado próximas.

Temos consciência dos desafios que se colocam ao LdV quer ao nível de obtenção do quórum quer ao nível da participação financeira nos custos da AG. Porém, ao contrário do que foi veiculado, o LdV dispõe da verba para cobrir as despesas da A.G., verba que provém integralmente dos seus membros. De forma a poder partilhar os custos entre todos os interessados em colaborar, sem qualquer limite ou obrigação prévia, iremos a seu tempo abrir uma conta bancária.

Por último, reafirmamos que o LdV não tem por objectivo a queda dos órgãos sociais - nem colectiva nem individualmente - sendo que a não recandidatura do Presidente do Conselho Directivo (PCD), em nada altera (nem alterou) a acção do LdV.

O LdV MOVE-SE POR PRINCÍPIOS E VALORES E POR ELES SEMPRE LUTARÁ.

ELEIÇÕES

Queremos discutir e ver discutidas Ideias-chave e Programas, em vez de nomes que ninguém sabe o que propõem.

É necessária uma base comum para a elaboração de uma e uma só candidatura abrangente com o mesmo denominador comum (ideias-chave):

1. Criação de Livro Branco com evolução da situação financeira e patrimonial do Grupo Sporting com apresentação de contas consolidadas desde 1996
2. Primazia aos Sócios do Sporting em detrimento dos accionistas da SAD
3. Preservação da posição na SAD/ recusa dos Vmoc’s
4. Preservação e rentabilização do património em favor do Clube: Estádio e Academia
5. Construção de um Pavilhão e Fomento do Ecletismo

Existem dois momentos claros:

O primeiro é encontrar um candidato de um Sportinguismo inquestionável que corporize as ideias chave e aglutine todos os Sócios de Clube e assim possa GANHAR as eleições; O segundo consiste em encontrar as melhores soluções de GERIR o Clube de forma eficiente e eficaz.

Foram ainda abordados alguns cenários relativos a eleições antecipadas com os quais temos tido alguns contactos. Parece que existe a remota possibilidade de tal suceder, caso os resultados desportivos de Fevereiro sejam maus, ou ainda pela via do chumbo da reestruturação financeira.

Por último, realizámos uma sondagem com 3 perguntas aos presentes:

1. Qual o candidato ideal para ganhar as eleições tendo em conta o melhor para o SCP? (pergunta livre)

Isabel Trigo Mira: 38%
José Eduardo Betencourt: 17%
Sérgio Abrantes Mendes: 13%
Luís Aguiar de Matos: 13%
Jorge Sampaio: 4%
Dias Ferreira: 4%
Figo: 4%

2. Qual dos nomes abaixo seria o candidato ganhador da linha Direcção? (pergunta escolha múltipla)

Filipe Soares Franco 33%
José Eduardo Bettencourt 27%
Miguel Ribeiro Teles 20%
Rogério Alves 20%
Menezes Rodrigues 0%
Eduardo Barroso 0%

3. Qual dos nomes abaixo seria o candidato ganhador da linha da oposição? (pergunta escolha múltipla)

Isabel Trigo Mira 44%
Luís Aguiar de Matos 17%
Empresário de sucesso «desconhecido» 17%
Sérgio Abrantes Mendes 11%
Rogério Alves 11%
Paulo Andrade 0%

Os trabalhos ficaram concluídos com o agendamento do II Encontro LdV antes do Congresso.