Soares Franco: o passado e o futuro. Parte I: Passivo, AG e Congresso.

6 de Abril de 2008 – 1:09

O presidente Soares Franco deu uma entrevista ao jornal «O Jogo», no dia 03.04.08, que pode ver aqui. Sobre a mesma alguns comentários.

Passivo

Conhecemos mais um capítulo desta saga interminável que é o conhecimento do verdadeiro Passivo do Sporting. Afirma o presidente que agora deverá situar-se entre os 235 e 238M€. O que espanta nestas declarações não é a habitual falta de rigor, pois essa já é uma práctica corrente no tratamento de números por esta direcção. Os intervalos são sempre de vários milhões de euros. Assistimos há não muito tempo a um verdadeiro recorde em que Pedro Batalha Ribeiro ao sair da CML afirma que o Clube iria receber uma verba de 27,5M€, quando prontamente o presidente Soares Franco emendou com a nuance «entre 25 e 27,5M€». Aposto em que serão os 25M€, mas isto será para confirmação futura.

O grave nestas declarações é que o passivo é, reconhecido pelo presidente, de 238M (ou 235M€, para os mais optimistas). A diferença que embora seja o suficiente para comprar um jogador, é neste caso secundária.

Vejamos: assumido o passivo de 277M€ em 2006, sendo a venda do património de cerca de 50M€, vendendo Nani por cerca de 25M€, em que também assumido que parte deste valor era para abater no passivo - consideremos 10M€ como exemplo, as contas seriam: 277M€ - 50M€ - 10M€ = 217M€.

Novamente esta direcção dá provas das contradições do seu discurso. Novamente os sócios têm de perceber a falta de rigor com que o Clube está a ser dirigido.

 

AG

Chama contestatários aos que pedem uma AG para verem esclarecidos alguns negócios do Clube afirmando que «Nunca houve tanta informação sobre a realidade do Sporting. Não sei se interessa discutir o passado, até porque as pessoas que assinaram contratos não vão estar lá para responder…».

Sobre a informação que diz nunca ter sido tão vasta, pelo que já pedimos a esta direcção o nível de abertura não é grande, já tendo negado informação que o Movimento Leão de Verdade pediu de forma institucional e ao abrigo dos direitos dos sócios previstos nos Estatutos do Clube. Mas a seu tempo nos pronunciaremos sobre este assunto.

E sim, queremos discutir os negócios do passado! Queremos clarificar alguns negócios que nos deixaram dúvidas. Será suficiente dizer que as pessoas que assinaram os contratos já lá não estão? Mas estas que estão não os poderiam renegociar como propusemos?

O presidente Sousa Cintra deparou-se com um negócio de um edifício na R. Cipriano Dourado, que vinha da direcção anterior, pelo valor de 380 mil contos. Na altura chamou o comprador alertando para o valor do imóvel, que era muito superior. Houve renegociação e o mesmo edifício foi vendido por 700 mil contos. O contrato não se rasgou. As parte não entraram em litígio. Simplesmente houve proactividade, bom senso e amor ao Clube. É este tipo de precedentes que queremos recuperar.

 

Mas desengane-se, presidente Soares Franco, se pensa que a nossa acção visa apenas o passado. Queremos discutir o futuro e as soluções para ultrapassar o estado muito difícil a que o Clube chegou. Por isso mesmo vamos propor duas medidas iniciais, que são fundamentais para se encontrarem soluções de futuro com racionalidade e fundamentadas:

1. Auditoria externa com contas consolidadas. Sem este instrumento não será possível avaliar com rigor e transparência qual o verdadeiro estado do Clube e todas as empresas associadas. Sem este instrumento de análise não é sério apontar soluções. Qualquer gestor só pode decidir com base em informação credível. É o que exigimos.

2. Concurso aberto à banca nacional e estrangeira para renegociar o passivo. Não será lógico ir procurar a melhor oferta que o mercado oferece? Por que razão o Sporting está «obrigado» a renegociar o seu passivo com BES e BCP? Pensamos que seria uma excelente oportunidade de desfazer dúvidas quanto ao tratamento preferencial que estas duas instituições bancárias parecem ter no Sporting.

O futuro, passa seguramente por acções concretas como estas que propomos.

 

Congresso

A posição do Leão de Verdade em relação ao Congresso já anunciado é clara: estamos de acordo. No entanto deveriam verificar-se algumas condições, tais como:

1. Conhecimento do resultado de auditoria externa com contas consolidadas ao Clube e todo o Grupo de empresas Sporting antes da realização Congresso. Sem este conhecimento não vemos como se poderá discutir e encontrar soluções para o futuro do Clube. O facto de partirmos de premissas erradas poderá originar a futuros erros de gestão, tal como aconteceu no passado.
Este aspecto será objecto de proposta em AG.

2. Será necessário garantir a representatividade de todas as tendências existentes no Clube e de lhes dar a oportunidade de apresentarem os seus projectos ou moções.

3. Havendo eleições para a direcção do Clube em 2009, vemos com mais utilidade a realização do Congresso em data mais próxima das eleições para que o debate possa contribuir para o esclarecimento dos sócios em função das propostas existentes.

4. Os resultados do Congresso deverão ser publicados em documento público a fim de se conhecerem as propostas nele apresentadas detalhadamente, e seus autores, por parte dos sócios.

18 Comentários

» Deixe o seu comentário agora

» RSS feed para comentários neste post
» TrackBack URI

  1. 1

    Caro Federico,

    Já o oiço fala há imenso tempo nessa AG, sempre vai haver? quando? sempre a solicitou? cheira-me a esturro pois há imenso tempo fala nisto, protagonismo era o objectivo certo?

    Comentário por AG a 7 de Abril de 2008 @ 11:27

  2. 2

    AG,

    Estamos a acabar de recolher as assinaturas. Já falta pouco.

    Quanto aos objectivos temos uma coluna no menu da esquerda que pode consultar.

    Comentário por Frederico Abreu a 7 de Abril de 2008 @ 11:41

  3. 3

    O girafa já tá à rasca c a AG. Bebe + um tinto k isso passa.

    Comentário por Morlaco a 7 de Abril de 2008 @ 14:47

  4. 4

    Caro Frederico,

    Tenho andado a descurar assinar o pedido da realização da AG. Vou procurar fazê-lo assim que chegar a casa.

    Protagonismo ou não, a verdade é que o presente do Clube merece ser discutido, e o passado devidamente analisado. Fá-lo-ia sempre, quaisquer fossem os intervenientes, até porque não votei na actual administração.

    Se há dinheiro para pagar tantos prémios de gestão, haverá, de certeza, condições para se proporcionar um importantissimo debate entre aqueles que são a verdadeira base do ecletismo leonino.

    Comentário por Ricardo a 7 de Abril de 2008 @ 17:44

  5. 5

    Ricardo,

    Agradecemos o apoio e a assinatura!

    Não queremos parar nos 1500 votos! Queremos receber o apoio que pudermos de todas as pessoas que o queiram dar.

    Neste momento a divulgação é importante e apelo a todos que se mobilizem para esta acção que é discutir o FUTURO do Sporting!

    Obrigado.

    Comentário por Frederico Abreu a 7 de Abril de 2008 @ 19:19

  6. 6

    Caro Federico,

    cheira-me que a unica AG que vai haver é quela que está nos estatuto e tem que ser em Maio ou seja a sua suposta AG nao vai haver……como já se esperava.
    Ninguem que quer fazer uma AG demora tanto tempo a fazer uma…..eu percebo que queria aparecer nos jornais….e conseguiu….fica por ai nao é? agora se quer mesmo fazer uma AG desafio a fazer JÀ!!!!!!!

    Comentário por ag a 8 de Abril de 2008 @ 11:41

  7. 7

    AG,

    Os estatutos não prevêem qualquer AG em Maio, mas sim em Junho, para aprovação do orçamento. Trata-se de uma assembleia ordinária, que em nada impede a convocação de uma assembleia extraordinária, como a que o LdV está a promover.

    Como bem compreenderá, a convocação de uma AG tem os seus trâmites. Não é coisa que se faça “já”, só porque alguém “quer”.

    Não é o LdV que aprecia o requerimento, que fixa as despesas, que publica os anúncios, que trata da logística. Neste preciso momento, em que continuamos a recolher as assinaturas necessárias, ainda aguardamos respostas da Mesa da AG sobre uma série de questões burocráticas. E ainda teremos que promover a recolha dos fundos necessários para cobrir as despesas que o Presidente da Mesa venha a arbitrar.

    Por isso, devolvemos-lhe o desafio: descarregue as folhas, preencha-as, leve-as a outros consócios para assinarem. A ordem de trabalhos pretendida é do domínio público e visa pontos concretos que são merecedores de discussão e esclarecimento. O esforço também é seu - a menos que faça questão de permanecer no desconhecimento sobre a situação consolidada do grupo Sporting, sobre os pormenores do negócio de venda dos terrenos do antigo estádio ou sobre os resultados práticos da venda do património não desportivo.

    Comentário por Francisco Leitão a 8 de Abril de 2008 @ 12:38

  8. 8

    Caro Frederico Abreu/Francisco Leitão,

    Mantenho a minha participação neste processo e a pressunção da vossa boa fé. Efectivamente, é suposto a base do Sporting serem os seus sócios, e criarem-se as condições para que estes sejam ouvidos (não compreendo porque não temos um espaço onde possamos fazer as AG’s! Meu rico pavilhão!)

    No entanto, não posso deixar de alertar para o facto de as folhas de recolha de assinaturas não estarem bem elaboradas. Ninguém assina, de bom grado, uma folha em branco! O documento que consta deste site, deveria ter por cabeçalho o pedido de marcação da AG, de forma a que os subscritores não ficassem com dúvidas sobre o que estão a assinar.

    Cumprimentos,
    Ricardo

    Comentário por Ricardo a 8 de Abril de 2008 @ 13:07

  9. 9

    Ricardo,

    O procedimento de recolha de assinaturas foi organizado com base naquele que tem sido adoptado para a apresentação de listas às eleições.

    Como pode imaginar, o corpo do requerimento, ainda que não seja particularmente complexo, deve conter uma série de menções que impedem que o mesmo se resuma a um simples cabeçalho. Se das próprias folhas de assinatura constasse todo o texto do requerimento, isso - para além de tornar mais complexo e oneroso o processo logístico - significaria que teríamos, na prática, não um mas centenas de requerimentos autónomos, o que poderia levantar problemas quanto à sua admissibilidade estatutária. Deste modo, optou-se por recolher as assinaturas em folhas separadas, que serão anexadas ao requerimento propriamente dito.

    Ainda que, até ao momento, nenhum dos signatários tenha suscitado as dúvidas a que o Ricardo alude, é compromisso do LdV - assim assumido perante todos os signatários - que as assinaturas recolhidas servirão apenas e só para subscrever o requerimento de convocação de uma AG Extraordinária com a ordem de trabalhos apresentada tanto neste site como nos documentos disponíveis nos actos de recolha de assinaturas que têm decorrido no Alvaláxia.

    Comentário por Francisco Leitão a 8 de Abril de 2008 @ 13:46

  10. 10

    confesso que tenha que essa assembleia geral nao vá acontecer antes da de junho…..

    Comentário por ag a 8 de Abril de 2008 @ 14:28

  11. 11

    confesso que tenho pena que essa assembleia geral nao vá acontecer antes da de junho…..

    Comentário por ag a 8 de Abril de 2008 @ 14:28

  12. 12

    Caro Frederico,

    Não pares! Se ninguém tivesse tomado iniciativa nenhuma nesta altura, daqui a meia duzia de meses já não havia Sporting, ou pelo menos o Sporting que nós conhecemos!

    Já têm uma previsão de datas para a AG?

    Comentário por JG a 10 de Abril de 2008 @ 9:29

  13. 13

    JG,

    Queremos realizar a AG depois da época desportiva acabar.

    Daí que a data prevista será durante o mês de Maio.

    Ag,

    A data prevista para a AG foi, desde o início da nossa iniciativa, Maio.

    Isto porque será quando a época desportiva acaba e não queremos perturbar o decorrer da época desportiva.

    Comentário por Frederico Abreu a 10 de Abril de 2008 @ 12:22

  14. 14

    mas nessa altura vai haver uma…….quer dizer que vamos ter duas? conversa…..!!!!

    Comentário por AG a 11 de Abril de 2008 @ 16:05

  15. 15

    Ag,

    Realizar-se-ão o número de AG’s que os sócios quiserem. É consultar os requisitos nos Estatutos do Clube.

    Uma coisa no entanto posso garantir, esta AG, não implicará os custos para o Clube que as AG extraordinárias que se realizaram ultimamente.

    Comentário por Frederico Abreu a 11 de Abril de 2008 @ 19:19

  16. 16

    Vamos para frente com isto. Estamos fartos de ver um clube enorme como o nosso ser “usurpado” e fragilizado por esta Comunicação Social corrupta, a mando destes “engravatados” sem escrúpulos. Força!

    Comentário por Marco Sousa a 1 de Maio de 2008 @ 23:46

  17. 17

    Olá a todos os participantes deste fórum, particularmente ao Francisco Leitão
    e ao Frederico Abreu, que pelo que reparei, lideram este movimento Leão de Verdade.

    Chamo-me Fernando Silva e sou adepto do scp desde sp e ex-sócio. Deixei de pagar quotas em janeiro deste ano porque ia poucas vezes aos jogos e além disso tinham aumentado as quotas de 11 para 12 euros e tinha q pagar 13º mês. E n havia mta diferença entre os preços dos bilhetes para os simples adeptos e sócios s/gamebox. Tdo políticas para obrigar-nos a comprar bilhetes de época s/ precoupações com os simples adeptos que querem ir aos jogos por prazer e n por obrigação.

    N vou voltar a ser sócio, enquanto o nosso clube n resolver os graves problemas financeiros que desde os tempos de Sousa Sintra (momento em que começei a acompanhar mais a fundo a realidade do scp), assobram o clube.

    Sou portanto um crítico natural desta direcção pois, o SF e CA puseram desde sempre os interesses financeiros á frente dos interesses desportivos. Obcessão pelo passivo,compra de jogadores a custo 0, e a venda permatura das pérolas formadas na nossa academia são alguns exemplos do que de mau se tem feito dp scp, porque isso leva a que a equipa de futebol perca competitividade e acima de tudo que haja uma cumplicidade doentia com o bancos como k a dizer:” N há dinheiro, concedam-nos empréstimos, tranformem a nossa dívida de curto em longuíssimo prazo e permitam-nos que pagemos de forma altamente faseada as taxas de juro”. Em troca, os bancos entram pelo clube a dentro e gerem o clube como se fosse deles. UMA EMBRULHADA DO PIOR!

    Há que valorizar o clube em termos desportivos e só assim obtem-se retornos financeiros para abatermos o passivo. O porto de mourinho é um excelente exemplo de como se consegue contruir uma equipa de qualidade sem gastar mto dinheiro em contratações. Vejam nets época, o setúbal, o guimarães e o zenit s. petersburgo (final da taça uefa) que até comprou jogadores da II divisão russa com qualidade confirmada.

    O clube tem de mudar. Assim n vamos lá.

    Saudações leoninas;)

    Comentário por Fernando Silva a 2 de Maio de 2008 @ 13:57

  18. 18

    […] O Leão de Verdade - Movimento de Cidadania Sportinguista, mostrou-se favorável à realização do Congresso, desde o seu anúncio, embora com algumas condições (ver aqui). […]

    Pingback por Leão de Verdade » Congresso a 28 de Outubro de 2008 @ 17:19


Deixe um Comentário

  1. XHTML: Pode usar estas expressões: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>