Ordenados à Sporting

11 de Dezembro de 2008 – 4:51
Tag: SAD

“Numa altura em que os prémios auferidos pelos membros dos Conselhos de Administração das SAD dos principais clubes estão na ordem do dia, foi ontem a vez de as remunerações variáveis dos responsáveis leoninos serem objecto de notícia. Em Alvalade, o segundo lugar alcançado em 2007/08, que permitiu a terceira presença consecutiva na fase de grupos da Liga dos Campeões, proporcionou um prémio de 120 mil euros aos administradores executivos da SAD - Rita Figueira e Pedro Mil-Homens -, valor muito inferior ao praticado pela política de remunerações dos rivais.

Para além destes elementos do Conselho de Administração, também Pedro Barbosa, director para o futebol, terá sido alvo de uma recompensa pelo objectivo alcançado, recebendo, de acordo com notícia ontem avançada pela Rádio Renascença, uma quantia próxima dos 65 mil euros. O Sporting não confirma nem desmente esta informação por entender que, ao contrário do que sucede com os administradores, cuja remuneração é divulgada nos relatórios de contas da empresa, os vencimentos e prémios dos quadros da SAD são informação de gestão interna e reservada.

Recorde-se que, com a saída de Carlos Freitas da SAD, no início deste ano, Pedro Barbosa foi obrigado a assumir maiores responsabilidades na condução do futebol, sendo os valores ontem adiantados semelhantes àqueles que couberam ao ex-administrador na época anterior. A actual presença na Champions vai garantir um encaixe próximo dos dez milhões de euros.

120 000 Euros distribuídos pelos administradores-executivos da Sporting, SAD como prémio resultante da obtenção do segundo lugar na época transacta e respectivo apuramento para a Champions “

Rádio Renascença 18 de Novembro 2008

Da notícia acima reproduzida, não destaco o prémio pago a Pedro Barbosa enquanto director desportivo. Destaco sim, o prémio pago a Rita Figueira e Pedro Mil Homens, num valor de 120.000€.

Em primeiro lugar coloco a dúvida de quanto pagaria o Sporting, aos dois administradores, caso tivéssemos ganho o campeonato.

Em segundo lugar existe a curiosidade em saber que valores foram atribuídos aos restantes administradores da SAD e qual o critério usado para se diferenciarem entre si (se o houve).

Em terceiro lugar, esta notícia encerra um dos grandes problemas na vida das empresas do grupo Sporting: qual o valor dos ordenados pagos actualmente e qual o critério a que estes obedecem.

De dentro do Sporting, da facção rival à actual direcção e que tanto se tem esforçado ultimamente por colocar Rogério Alves candidato, sabe-se, ou diz-se, que existem directores a ganhar mais de 7000 euros por mês, mais os benefícios como utilização de viaturas ao abrigo dum acordo publicitário com a Lease Plan, cartão de crédito,  etc. Diz-se ainda que existiram outros directores que ganhavam mais de 12.000 euros mensais.

Por outro lado existem administradores que «não recebem» ordenado, mas que posteriormente recebem prémios avultados, cujo critério é desconhecido.

É urgente existir uma política salarial que limite os valores pagos e os uniformize, indexando-os ao ordenado do presidente da SAD. O ordenado do presidente da SAD, sendo pago ou não, deverá ser a referência pela qual todos os outros se deveriam reger. Assim saberiamos que um director não poderia receber mais que um administrador, e que nenhum destes poderia receber mais que o presidente da SAD.

Em todos os casos qualquer ordenado deveria ter como base o que paga o mercado. Claramente, essa não é a situação actual. Claramente que o Sporting, mesmo estando em gravíssimas dificuldades económicas, consegue ser um paraíso empregador! Pede-se rigor e contenção especialmente em momento de crise nacional em que o exemplo tem de vir de cima.

Termino sem resistir a relacionar este texto com o post anterior sobre a homenagem a Yordanov. Uma parte de ordenados acima do que paga o mercado e outra de prémios sem critério pré definido, resolveriam o problema da justa homenagem a um jogador que tudo deu pelo nosso Clube.

O mesmo raciocinio acima descrito é válido para as   Modalidades e a prioridade que deveria ser dada ao Eclectismo. Que diferença que fariam 120.000 € a mais no Orçamento para as Modalidades…

Opções, digo eu.

6 Comentários

» Deixe o seu comentário agora

» RSS feed para comentários neste post
» TrackBack URI

  1. 1

    Agora voçês tambem fazem comentarios sobre as remunerações dos Administradores da SAD do SCP??? só faltava essa????

    Comentário por AG a 11 de Dezembro de 2008 @ 15:33

  2. 2

    Só faltava agora voçês virem dizer q uma pessoa como o presidente soares franco ou o grande empresario roquete n merecem ganhar muito mais do q aquilo q vem escrito nos jornais????????

    voçês é q só ganham mil euros por mês estejam calados………….. ahahahahahahahahah

    Comentário por AG a 11 de Dezembro de 2008 @ 16:51

  3. 3

    Afinal não estou a ficar maluquinho e confirmo pelas suas palavrsa que existem pessoas a trabalhar para colocar Rogério Alves como próximo presidente do Sporting.
    Ainda não consegui perceber quem vai trair quem mas em breve lá chegarei.
    O problem maior do Sporting são os golpes palacianos que aconteceram ao longo destes ultimos 30 anos.

    Comentário por Verde CDV a 11 de Dezembro de 2008 @ 19:46

  4. 4

    realmente á pessoal a mamar á grande e á francesa.
    para inscrever uma equipa de baskete na liga sao necessarios 125.000€,é com estas coisas que os sportinguistas se tem de revoltar e correr com esta cambada de chulos

    Comentário por Anónimo a 12 de Dezembro de 2008 @ 1:47

  5. 5

    Está visto que ou o corrector automático avariou ou o estimado AG desaprendeu o que tinha aprendido no curso de Português por correspondência…

    Sim, realmente só faltava que os Sócios que ajudam com as suas quotas a pagar estes salários bizantinos se pronunciassem sobre se eles deveriam ou não ser pagos ou onde eles seriam melhor aplicados. Isso para um dirigente/assessor (mais este último) deste Sporting, como o AG/MSG, deve fazer uma enorme confusão.

    Aproveite os 7.000 € por mês e o Touareg (veja é se chega com os pés aos pedais) enquanto pode, que um dia acaba-se, e depois lá tem que ir enganar outro empregador qualquer que certamente lhe pagará bastante menos e lhe pedirá não só que(pasme-se) trabalhe, como ainda que (eu sei que não consegue, mas a vida é assim mesmo)faça bem o seu trabalho.
    Atentas as suas limitações, é caso para dizer que quando sair do Sporting, vai ter que escolher de forma “escropolosa” o que fará a seguir…

    PS: mesmo que só ganhasse 1000 € por mês, dava-os todos de boa vontade, durante um ano, para o ver corrido de Alvalade a toque de pontapé. Era ligeiramente mais do que o AG/MSG merecia, mas já ficava satisfeito.

    Comentário por JL a 12 de Dezembro de 2008 @ 8:14

  6. 6

    O Sporting tem sido uma fonte de governo e um maná para muito boa gente!!!

    Comentário por Anónimo a 12 de Dezembro de 2008 @ 15:53


Deixe um Comentário

  1. XHTML: Pode usar estas expressões: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>