José Roquette e os «cadáveres enterrados»

8 de Novembro de 2008 – 11:54
Tag: Passivo

O antigo presidente José Roquette afirmou dia 06.10.2008 ao jornal Record que deseja a continuação do presidente Soares Franco depois de 2009.

O denominado Projecto Roquette foi muito explicado pelo próprio, justificado quanto ao seu financiamento, projectado o sucesso do Clube a todos os níveis, tal como resume esta entrevista ao jornal Record, em 1999.

Foi neste projecto que pessoalmente acreditei.

Foi, independentemente desse projecto, que acompanhei a equipa fora nesse campeonato. Aplaudi o então presidente Roquette, que vinha agradecer no relvado o apoio esmagador, incondicional e cheio de paixão que emanava das bancadas a cada vitória, rumo ao título cada vez mais perto.

Mas o dito Projecto – aquisição de novo estádio com capitais próprios, aquisição de academia por 5M€, aquisição estrutura organizativa profissional competente - dava-me ainda mais esperança, além da desportiva, que o futuro deste Clube quase centenário, iria ser arrebatador.

Sabemos hoje que os resultados que se garantiam para o futuro não foram cumpridos.

Sabemos hoje que o Sporting nunca conseguiu colocar em prática o referido Projecto dentro dos custos anunciados ou retornos esperados. Mesmo com a estrutura de profissionais pagos, escolhidos entre os ‘melhores’.

Sabemos hoje que criámos um monstro – Passivo – que entre a realidade e ficção, continua a apresentar valores superiores a 260M€.

Mas isto, só o sabemos hoje.

O que se passou entre o momento do anúncio do Projecto e a realidade presente é um mistério.

Um mistério que se assume ter coleccionado alguns «cadáveres» como afirma o presidente Soares Franco nesta entrevista recente ao Record.

Um mistério que não é revelado, mas para o qual é apresentada a solução da liquidação total do Projecto Roquette.

Agora a palavra de ordem é «Venda-se». Venda-se o património não desportivo que devia servir para financiar o futebol. Venda-se a maioria do capital da SAD. Venda-se a Academia e o Estádio. Venda-se tudo, porque é mais rentável. Porque o Clube precisa. Porque o Passivo é enorme…

Como é possível termos chegado a esta situação, e não nos ser explicado, até hoje, rigorosamente nada?

O antigo presidente «aquisicionista» José Roquette, tem todo o direito de mudar de opinião e passar a «liquidatário» do seu próprio Projecto. Mas sob pena de ficar para a história como o «cadáver» (?) que fala o presidente Soares Franco, devia explicar ao Sportinguistas, o que o levou a mudar radicalmente de opinião.

3 Comentários

» Deixe o seu comentário agora

» RSS feed para comentários neste post
» TrackBack URI

  1. 1

    Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades…

    Comentário por Anónimo a 8 de Novembro de 2008 @ 12:52

  2. 2

    Aqui está tudo dito.

    http://www.forumsporting.com

    Comentário por 1906 a 8 de Novembro de 2008 @ 14:09

  3. 3

    Não é só o cadáver enterrado do bisneto do Visconde, pior ainda são as carcaças putrefactas que ainda vagueiam em Alvalde e empestam aquilo tudo com o cheiro infesto da gestão danosa!

    Comentário por Anónimo a 10 de Novembro de 2008 @ 17:21


Deixe um Comentário

  1. XHTML: Pode usar estas expressões: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>