Uma questão de Confiança

27 de Maio de 2008 – 20:43

Aos sócios do Sporting Clube de Portugal pede-se hoje alguns minutos (pelo menos) de reflexão, convidados que são a mais uma decisão que tem tanto de fundamental para o futuro do clube como de apressada, e pouco discutida.

Espero amanhã ter a oportunidade de partilhar com os consócios as minhas dúvidas, preocupações e ponto de vista, numa assembleia-geral marcada pelo civismo e elevação que deve caracterizar uma reunião máxima do Sporting Clube de Portugal.

Tenho estado atento a toda as intervenções e informação apresentada no período escasso que foi dado aos sócios para tomarem uma posição fundamentada sobre um tema complexo, provavelmente ainda mais complexo que o que este conselho directivo apresentou em 2006. De todas as opiniões e razões para o voto, num sentido ou noutro, existe uma corrente que confesso ter dificuldade em compreender: a teoria do voto útil que relaciona, qual causa efeito, a prometida criação de capacidade de investimento no futebol a um directa com um futuro desportivo mais risonho, condizente com os pergaminhos do clube, mesmo que a um custo por si só discutível.

A minha dificuldade em entender e partilhar um sentido de voto formulado desta forma é simples de explicar e difícil de contrapor: esta é para mim uma questão de confiança. Sabendo que a busca pelo óptimo é por vezes o caminho rumo ao equívoco, sou no entanto incapaz de me contentar com o menos mau, quando sinto que o Sporting e os Sportinguistas merecem, após tantos anos, de uma vez por todas, o bom.

A confiança não se conquista, infelizmente neste caso, com discurso, medo pré-fabricado ou repetição da teoria do caos. A confiança conquista-se pela transparência, pela competência, por viver a causa Sporting e demonstrá-lo em todos os actos, complementando tudo isto com uma gestão superior do clube, que não é aquela que nunca erra, pois tal não existe, mas sim a que não repete nunca o mesmo erro.

Termino deixando um apelo a que todos os sócios, mesmo os que não se consideram devidamente informados, esclarecidos ou capazes de decidir: compareçam na assembleia-geral aproveitando a oportunidade de, somando os eventuais esclarecimentos do conselho directivo à intervenção dos associados que conseguirem apresentar o seu ponto de vista, participar de um momento histórico da vida do clube, que exige todo o nosso Sportinguismo.

Viva o Sporting Clube de Portugal!

Pedro da Cunha Ferreira

Sócio nº 9.576

Nota: os sócios do Sporting têm esta noite dois momentos importantes a acompanhar: os esclarecimentos do Presidente do Conselho Directivo às 21h na RTPN e uma entrevista com anterior presidente Dr. Dias da Cunha na SIC Notícias pelas 22h.

7 Comentários

» Deixe o seu comentário agora

» RSS feed para comentários neste post
» TrackBack URI

  1. 1

    1) Voto não porque ainda, e após 2 anos, não fui esclarecido sobre a venda do patrimonio não desportivo.

    2) Voto não, porque apesar do cenário negativo não sei qual é o passivo do sporting. Falou-se nos €240milhões, mas os 50milhões do patrimonio não desportivo, mais os 30 milhões do NANI e os €27,5milhões da MDC foram para onde??

    3) Voto não porque FSF ao contrário do que afirmou faz a assembleia geral mais importante dos ultimos 30 anos antes do congresso e sem haver o debate publico que este assunto merecia. O grau de complexidade da matéria e a influencia no futuro do SPORTING a isso obrigava.

    4) Voto não porque não quero este sporting, onde os sócios são tratados como clientes duma qualquer empresa de serviços e não como parte integrante e participativa dos projectos.

    5) Voto não, porque não gosto de ver o nome do SPORTING misturado com gente da estirpe de Amadeu de Lima Carvalho que cria uma empresa imobiliária ao abrigo das empresas “na hora” para mamar de comissão quase 2 milhões de euros.

    6) Mas acima de tudo voto não porque o não é reversivel e o sim já não o é…

    Comentário por Pedro a 28 de Maio de 2008 @ 8:57

  2. 2

    eu voto sim.

    Comentário por Agostinho a 28 de Maio de 2008 @ 9:35

  3. 3

    Eu voto sim. Acredito no projecto. O Sporting não pode viver com uma dívida como a actual.

    A única critica que faço é a de que o projecto podia ter sido explicado aos sócios com mais tempo.

    Os sócios não vão perder a gestão do futebol… isso são tretas para quem quer valorizar o seu ponto de vista. O clube controla perfeitamente a SAD com apenas 42% dos votos…

    Comentário por Tiago Alves a 28 de Maio de 2008 @ 13:02

  4. 4

    Caro Tiago,

    Mais do que o projecto é se acredita:
    - nas pessoas que o corporizam.
    - que essas pessoas têm feito tudo, noutros terrenos de acção, para melhorar a situação do clube.

    Se acredita então o seu voto é coerente, sobretudo se não o preocupa o eventual fim da preponderância do clube na gestão da SAD, questão em aberto cujas cautelas não foram apresentadas e incluídas nesta proposta, com as declarações dos últimos dias a irem no sentido exactamente de que não se pretende assumir as mesmas.

    Compreendo que o mito “abramovich” entusiasme muitos sócios focados no curto prazo, mas existe um detalhe importante: O chelsea deve 500 milhões a abramovich. É bom não esquecer isso.

    Eu reafirmo todos os sinais que identifiquei. Mais do que o receio perante um projecto apressado, mal discutido e pouco esclarecido quanto ao seu desfecho, o meu NÃO fundamenta-se desde logo na raiz de todo o processo, que me leva a conclusões que não me tranquilizam: uma direcção responsável prestaria contas do projecto para o qual pediu legitimidade para este mandato. Posteriormente apresentaria este projecto em contexto eleitoral, pois o mesmo implica consequências que ultrapassam em muito o tempo que resta do seu mandato. Uma direcção transparente faria também, e após toda a discussão em torno das condições em que assumiu o clube e as afirmações que efectuou, uma auditoria total ao Sporting, externa e independente, responsável perante os sócios, um hábito que devia inclusive ser estatutariamente tornado obrigatório no último ano de mandato de qualquer direcção.
    Nada disto foi desenvolvido. Perante isto, a única opção responsável que permite viver para lutar outro dia, procurar maior riqueza de soluções e debate total no Sporting é votar NÃO, sobretudo após o presidente do conselho directivo ter assumido que esta questão não afecta o planeamento da próxima época, questão que podia pender mais uma vez sobre a decisão dos sócios mais preocupados com o curto prazo.

    Comentário por Pedro Cunha Ferreira a 28 de Maio de 2008 @ 13:11

  5. 5

    Tenho muitas reservas sobre este projecto, preciso de ser mais e melhor esclarecido.

    Dado que o Presidente afirmou que levaria o mandato até ao fim, que o planeamento desportivo do futebol e nao só nao está em causa, o meu voto será NAO.

    Espero pelo Congresso para todos em conjunto podermos discutir o melhor caminho para o SCP,espero tb pela AG pedida pelo Leao de Verdade para mais esclarecimentos.

    Finalmente gostaria que a AG de logo mais fosse mais uma demonstração de amor ao SPORTING.

    Todos juntos temos obrigação de honrar o nosso lema:
    ESFORÇO,DEDICAÇÃO,DEVOÇÃO E GLÓRIA EIS O SPORTING!!!

    Comentário por lagarto a 28 de Maio de 2008 @ 14:44

  6. 6

    Caro Pedro,

    Relativamente às pessoas que desenvolveram este projecto a minha opinião é a seguinte:

    - São sérias e sempre fizeram o melhor que sabem na gestão do Sporting. Este projecto é coerente;
    - Apesar de ser séria, esta administração (que no fundo é igual desde os anos em que o Dr. José Roquete esteve à frente do Sporting) cometeu erros enormes nos projectos que escolheu para o clube. Nesse ponto, dou-lhe razão.
    - O clube continua a ser muito mal gerido, principalmente nas modalidades desportivas extra-futebol e no envolvimento dos sócios com o clube. Veja-se como exemplo as fantásticas campanhas de marketing que a CGD e a PT fizeram com reconhecidos atletas portugueses. Muitos deles atletas do Sporting. É também impensável que não se estude um projecto para colocar um pavilhão do Sporting em Leiria/Torres Novas, locais com grande número de adeptos do Sporting que obviamente reforçariam os seus laços com o clube.

    Mas atenção, apesar de ser crítico desta administração hoje não vou votar para as eleger um novo presidente, mas um projecto que terá de ser realizado mais cedo ou mais tarde.

    Quanto ao caso do Abramovich, nao existe (por enquanto possibilidade) de acontecer no Sporting. Controlando 42% da SAD é impossível alguém tomar conta do futebol sem ser o clube. Nos clubes ingleses é possivel porque a dispersão do seu capital em bolsa era muito maior (o clube só controlava 10% da sociedade).

    Cumprimentos,

    Comentário por Tiago Alves a 28 de Maio de 2008 @ 15:08

  7. 7

    Vejam este tópico sobre o SCP e entrevista com resposta de Soares ranco…Só para saberem algumas intenções do projecto

    http://bancadadirecta.blogspot.com/

    Comentário por BDirecta a 28 de Maio de 2008 @ 17:24


Deixe um Comentário

  1. XHTML: Pode usar estas expressões: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>